Visita Virtual disponível em quatro idiomas

0 Comentários

02/06/2017 às 14:54

Veja a entrevista realizada pela TV Campos de Minas: https://www.youtube.com/watch?v=e0SlMBMh8co 

A Visita Virtual do MUS está disponível para acesso online por computadores, tablets e smartphones, tendo sido desenvolvida em HTML5. Por meio destes canais o público poderá navegar pelas galerias do Museu, que abriga 300 imagens de Sant’Ana, sendo o único no mundo a ser dedicado à santa protetora dos lares, da família, bem como dos mineradores. “A ideia é democratizar o acervo virtualmente para quem ainda não conhece o Museu, além de dar aos visitantes presenciais um maior tempo para entendimento e assimilação do conteúdo da exposição, já que em alguns casos o seu dia de visitação está dividido entre outras atrações da cidade. Acreditamos que, no caso de grupos de escola, a visita virtual é sempre uma ferramenta de reforço e retomada dos assuntos abordados durante a visita presencial”, lembra Angela Gutierrez.

A Visita Virtual a museus é tendência mundial, sendo uma importante ferramenta de democratização de acesso a coleções e exposições. De acordo com Carla Sandim, do projeto ERA Virtual, que desenvolveu a visita, o cotidiano dos turistas, estudantes e visitantes em geral está completamente tomado pelo hábito de navegar e comunicar-se virtualmente. As visitas virtuais são uma estratégia de aproximação e interação com esse público por meio da ferramenta que está totalmente inserida em seu cotidiano: a internet. Tornou-se fundamental interagir, ao modo da primeira década do século XXI, através de um mundo virtual. “Temos duas razões que nos orientam. A primeira é de que a visita virtual é uma tentativa de comunicar aos que estão imersos na rede, de que há um mundo aqui fora para ser visto. Nos dias atuais, tanto como no início do século passado, é necessário ampliar os horizontes. Antes, a informação nem sempre estava disponível, agora, ela está amplamente disponível, mas é necessário apresenta-la de forma atrativa em meio ao mundo de frenético entretenimento. Essa é a segunda perspectiva, tornar o conteúdo do museu cativante para os que estão online”, explica Carla Sandim, que já desenvolveu a virtualização de 30 museus brasileiros.



Envie seu Comentário

Seu email não será divulgado. Os campos marcados com * são obrigatórios.

68 + = 72



Implantação e Obra

134328-1_GDE
bndes
Apoio Financeiro
iphan ufmg2 ufmg1 rodrigomello
Parceiros de Implantação

Mantenedores

LOGO INSTITUTO CCR
Patrocínio Master
OI laranja Logo Cemig 1608
Patrocínio

Realização

LogoSite ICFG-MUS MINC HORIZONTAL 2016
Lei Estadual JPEG
Incentivo