“Santos Homens, os combatentes da fé”

0 Comentários

10/08/2016 às 18:16

Exposição inédita reúne 30 imagens barrocas brasileiras no Museu de Sant’Ana, em Tiradentes

 

“Só o que faz bem ao homem pode fazê-lo feliz”. Nessa frase de Santo Agostinho está o significado dos santos para os brasileiros dos séculos XVII e XIX, época da corrida do ouro em Minas Gerais. Num mundo marcado por violência e injustiças,  ter uma imagem de um santo em casa, ou em uma igreja, era estar protegido e acalentado, esperançoso em dias melhores. Assim, histórias de fé, tradição, arte e cultura podem ser contadas através das imagens dos santos. E esse é o propósito da exposição inédita “Santos Homens, os combatentes da fé”, que o Instituto Cultural Flávio Gutierrez (ICFG) abre no dia 20 de agosto, no Museu de Sant’Ana, em Tiradentes, seguindo até 20 de outubro, com o patrocínio do Bradesco.

A exposição reúne 30 imagens de artistas populares e eruditos que deram enorme contribuição à arte sacra brasileira, como Aleijadinho, Mestre de Piranga, Francisco Xavier de Brito, Francisco Vieira Servas e Francisco das Chagas. Todas as obras são imagens brasileiras, datadas do século XVIII e XIX, pertencentes a coleções privadas e, até hoje, nunca expostas ao público.

Este conjunto de imagens representa uma mostra significativa da originalidade e do talento do artista brasileiro, cujo acesso ao público constitui significativo esforço de preservação e divulgação da história do país. “O Instituto Cultural Flávio Gutierrez reafirma, assim, a missão que o orienta desde a sua fundação, em 1998: trabalhar, de forma obstinada, em defesa do patrimônio histórico e cultural brasileiro”, afirma Angela Gutirerrez, presidente do ICFG.

Essa rara mostra expressa, ainda, de forma emocionante, a devoção do homem comum aos que, na vivência integral de sua fé, nos legaram os fundamentos de uma ética cristã fundada em valores como a humildade, a coragem, a compaixão e o amor ao próximo. “Os santos dessa exposição foram homens reconhecidos por suas trajetórias e condutas exemplares, dignas de eterna devoção. Mesmo aqueles não não tiveram um caminho inicialmente virtuoso, se destacaram por uma guinada em suas vidas na direção do bem, o que os tornou santos. O importante é que, na biografia de todos eles, o compromisso com a bondade e a caridade foi levado firme até o limite de suas próprias vidas. Com milhões de devotos pelo mundo todo, os santos católicos personificam o desejo de comunhão do ser humano com o Divino que nos ampara e ilumina”, lembra Angela Gutierrez.

 

Serviço:

Exposição “Santos Homens, os combatentes da fé”

Local: Museu de Sant’Ana – Rua Direita, 93 (entrada pela Rua da Cadeia), Centro, Tiradentes (MG).

Data/horário: 20 de agosto a 20 de outubro – quarta a domingo, 10h às 19h

26/8 a 4/9 – durante o Festival de Gastronomia de Tiradentes o museu funcionará de segunda a domingo, de 10h às 19h

 

Informações: www.museudesantana.org.br / Telefone: (32) 3355-2798 Entrada Gratuita

 

 

 

 



Envie seu Comentário

Seu email não será divulgado. Os campos marcados com * são obrigatórios.

5 + 2 =