MUS  Foto Kelvin Martins

 

Encontro de arte, história e fé. Assim é o Museu de Sant’Ana, guardião de um acervo extraordinário de imagens que expressam o sentimento artístico e religioso do povo brasileiro. 

O Museu foi inaugurado no dia 19 de setembro de 2014 e está instalado na antiga Cadeia Pública da cidade de Tiradentes. Abriga 291 imagens de Sant’Ana, a santa protetora dos lares e da família, bem como dos mineradores. São obras brasileiras, de várias regiões do país, eruditas e populares, dos mais variados estilos e técnicas, produzidas em sua maioria por artistas anônimos, entre os séculos XVII e XIX, em materiais diversos.

Reunidas por Angela Gutierrez ao longo de quatro décadas de buscas e pesquisas, as peças constituem um acervo sem similar no país, agora compartilhado com todos.  Doada ao Patrimônio Público e sob a gestão do Instituto Cultural Flávio Gutierrez, a coleção impressiona pela beleza, originalidade e relevância. 

Concebido de forma exemplar, a partir de critérios museológicos e museográficos que dialogam com a própria história do prédio, o Museu de Sant’Ana  constitui-se em espaço cultural de contemplação.

Visitá-lo é se deixar levar ao encontro das raízes das crenças populares e da formação cultural do Brasil.